A estação mais quente do ano chegou com tudo no Rio de Janeiro e, mais do que nunca, você precisa estar atento aos cuidados com o condomínio.
E eles não são poucos!  


Por isso, Sr. síndico, este artigo foi feito para lhe auxiliar no último mês do ano e nos primeiros meses de 2022. Vamos nessa? Arraste para baixo e boa leitura!


Economia de água 


Junto do verão, além do aumento da temperatura, também chegam as férias escolares, datas festivas, feriados prolongados e maior fluxo de pessoas dentro do condomínio.

Em vista disso, é comum o aumento do uso da área externa, assim como um maior consumo de água nas unidades. A consequência é um esperado aumento no gasto de água, certo?

Tal aumento traz consequências nas taxas da distribuidora de água, o que nos leva ao planejamento do rateio individual de cada condômino.

Naturalmente, o período escaldante gera um maior consumo hídrico, mas é preciso agir a partir de uma ótica coletiva, visando o bem estar e harmonia de todos.


4 dicas para minimizar os efeitos do consumo excessivo de água no verão


Já que o aumento dos banhos e lavagens de roupa são inevitáveis, que tal colocar algumas ações em prática para minimizar tais impactos?

Manutenção: esse é o momento ideal para a troca das válvulas das descargas dos banheiros;

Redução do registro geral: a redução da abertura do registro geral pode gerar resultados consideráveis, desde que não interfira no funcionamento e bem estar das unidades.

Controle do uso da máquina de lavar: reserve as roupas sujas e utilize o equipamento somente quando os níveis estiverem atingindo sua capacidade total.

Diminuição do gasto diário: durante o banho, ao escovar os dentes ou até mesmo lavando a louça, não esqueça de fechar a torneira quando possível. 


Queda de energia


Outra consequência presente na estação mais quente é o aumento significativo da falta de luz em diversas regiões do Rio de Janeiro. 

Uma vez que o calor exige mais dos equipamentos já que trabalham em condições fora dos padrões técnicos, a queda de energia se torna mais frequente. 

Então, é fundamental que você, síndico, promova junto aos condôminos novas maneiras de vencer esta realidade. Continue a leitura!


3 ações de prevenção/contingência contra a queda de energia


Saiba como prevenir o seu condomínio contra os impactos do verão carioca agora mesmo!

  • Instale lâmpadas de emergência;
  • Realize a manutenção das células de energia dos no-breaks;
  • Utilize geradores no condomínio;
  • Faça um projeto para implantação de energia alternativa.

O que os condôminos devem fazer no enfrentamento desta situação?


Sim, você também pode conversar com os moradores do seu condomínio a respeito de algumas práticas durante o verão. São elas:

1)  Manter lanternas em locais acessíveis da casa;

2) Tenha o contato da administração do condomínio perto de você, assim como os números emergenciais;

3) Evite ligar os aparelhos eletrodomésticos diretamente na tomada. Por isso, opte por filtros de linha;

4) Deixe a sua conta de luz num lugar de fácil acesso, para que em casos de queda de energia seja possível acionar rapidamente à empresa responsável pela distribuição da energia;

5) Não utilize os elevadores durante os primeiros minutos da queda de energia. É possível que uma nova interrupção possa surgir.


Chuvas excessivas 


Durante o mês de dezembro, o Rio de Janeiro, particularmente, sofre com os temporais que atingem a cidade e com isso apresenta diversos acidentes relacionados aos conhecidos dilúvios.

Neste ano de 2021, a prefeitura do Rio contará com sensores especiais para detectar os  possíveis pontos de alagamento com antecedência.

O seu condomínio também deve estar preparado para o período das chuvas fortes.


4 cuidados  para enfrentar as chuvas de verão


Neste tópico você encontra as principais ações de alerta para os condôminos a fim de que, juntos, possam enfrentar os temporais da estação. 

Atenção às áreas externas

Peça  aos moradores que evitem colocar itens decorativos em locais abertos, como a varanda e a churrasqueira, uma vez que, com os fortes vendavais, os objetos possam causar um acidente aos próprios condôminos e também aos veículos no estacionamento. 

Nada de utilizar o elevador durante o temporal!

Sim, aconselhamos a não utilização dos elevadores durante as chuvas torrenciais.

Caso não seja possível, instrua o morador a informar sobre a sua chegada ao apartamento, para que em casos de interrupção de energia a portaria seja avisada.

Molhou? Evite o elevador

Avise aos moradores sobre os perigos do uso dos elevadores caso eles estejam molhados. É preciso pensar no coletivo!


Gostou das informações? É só falar com a gente!